PAPO DE GESTOR 2 – A guerra das estratégias de lances automáticos do Google Ads

O monstro do lago Ness de muitos gestores de tráfego e de profissionais de marketing empenhados em gerar conversão, visibilidade ou seja lá qual seja a meta do negócio é a questão dos lances automáticos do Google Ads. É aquele calcanhar de Aquiles, como resolver isso?

By Henrique Mendoza

Um dos maiores terrores dos gerentes de marketing de empresas de todos os portes ou gestores é a chamada estratégia de lance do Google Ads. Muitos travam ali porque a máquina do Google Ads sempre vai considerar seu objetivo de negócio. Se ao criar sua campanha você considerou o reconhecimento de marca o Google sempre vai entender que você precisa de visibilidade, mesmo que por hora você opte por um cpc manual a pontuação de otimização que varia de 0 a 100% vai te dar a métrica de mudar sua estratégia de lance para Parcela de impressão desejada, que visa te fazer aparecer o tempo todo e você é cobrado pela parcela que pretende obter.

 

Como melhorar isso? Bom, primeiramente acertar no seu objetivo de negócio, se pergunte qual seria ele.

 

Provavelmente você vai me responder que é vender, mas considere a seguinte hipótese, um cliente que está pronto para comprar um tênis Nike dificilmente compraria outra marca nova no mercado, mesmo que essa oferecesse benefícios como durabilidade e uma experiência melhor de compra. Nesse caso essa marca teria como objetivo principal reconhecimento por ela, a estratégia de parcela de lance desejada seria ideal para esse fim. Toda a estratégia da campanha seria baseada nesse sentido, otimizar para aparecer mais.

 

É o ideal começar com estratégias de lances automáticos? Hoje no meu ponto de vista como gestor digo que não. O ideal é independente do seu objetivo de negócio, começar com cpc manual (Custo por clique manual), migrar posteriormente para uma otimização desse cpc ou seja, mesmo que você limite pagar 5,00 por uma palavra chave para aparecer na parte superior da primeira página, se o Google entender que seu anúncio e o caminho para onde ele leva no seu site são relevantes, dependiendo também é claro da situação geral do seu concorrente naquele leilão você poderá pagar até 3,00 se todo o conjunto estiver fazendo sentido para o Google apontar esse anúncio para o seu possível cliente. Por isso é essencial que você trabalhe constantemente o conteúdo original do seu site, a experiência do usuário ao acessá-lo, mas isso é um assunto para uma outra hora.

 

 

Uma outra métrica que uso para embasar o meu argumento é a questão das conversões, para automatizar a estratégia de lance em uma campanha é necessário ter no mínimo em uma janela de 30 dias de 15 a 20 conversões, porque baseado na automatização da estratégia, a machine learning do Google, ou seja o aprendizado da máquina precisa de dados para entender o que precisa ser otimizado, não tem a menor possibilidade de ter zero conversões em uma campanha ou menos do que 15 conversões e simplesmente automatizá-la, a máquina não vai ter dados para otimizar.

 

Por último mas não menos importante, durante o aprendizado de máquina sua campanha sofrerá alterações de performance, algumas podem perder a performance após automatizar a estratégia, certifique-se de que seu negócio vai conseguir sobreviver por 7 dias de oscilações, considere o seguinte cenário: você automatiza a estratégia de lance, a máquina entra em aprendizagem por 7 dias, isso sem considerar nenhuma alteração na campanha durante esse período, se alterar algo relevante terá de esperar talvez muito mais, e se durante esse período o telefone não tocar? Não ter nada de novo na caixa de entrada do e-mail? Sua empresa sobrevive a isso?


Se a estratégia de lance fazer com que sua campanha morra na performance, retire a estratégia e deixe com o cpc manual (sem otimizar, apenas manual mesmo) e aguarde até que a campanha se restabeleça novamente.

Nesse artigo você aprendeu que:

1 O Google sempre vai gerar insights baseados no objetivo que você estipulou para sua campanha

2 Entender a jornada de compra de cada público é essencial

3 porque não é uma boa ideia automatizar sua campanha agora

4 O que fazer se a automatização de lances fazer minha campanha perder performance?

PAPO DE GESTOR 2 – A guerra das estratégias de lances automáticos do Google Ads

O monstro do lago Ness de muitos gestores de tráfego e de profissionais de marketing empenhados em gerar conversão, visibilidade ou seja lá qual seja a meta do negócio é a questão dos lances automáticos do Google Ads. É aquele calcanhar de Aquiles, como resolver isso?

By Henrique Mendoza

Um dos maiores terrores dos gerentes de marketing de empresas de todos os portes ou gestores é a chamada estratégia de lance do Google Ads. Muitos travam ali porque a máquina do Google Ads sempre vai considerar seu objetivo de negócio. Se ao criar sua campanha você considerou o reconhecimento de marca o Google sempre vai entender que você precisa de visibilidade, mesmo que por hora você opte por um cpc manual a pontuação de otimização que varia de 0 a 100% vai te dar a métrica de mudar sua estratégia de lance para Parcela de impressão desejada, que visa te fazer aparecer o tempo todo e você é cobrado pela parcela que pretende obter.

 

Como melhorar isso? Bom, primeiramente acertar no seu objetivo de negócio, se pergunte qual seria ele.

 

Provavelmente você vai me responder que é vender, mas considere a seguinte hipótese, um cliente que está pronto para comprar um tênis Nike dificilmente compraria outra marca nova no mercado, mesmo que essa oferecesse benefícios como durabilidade e uma experiência melhor de compra. Nesse caso essa marca teria como objetivo principal reconhecimento por ela, a estratégia de parcela de lance desejada seria ideal para esse fim. Toda a estratégia da campanha seria baseada nesse sentido, otimizar para aparecer mais.

 

É o ideal começar com estratégias de lances automáticos? Hoje no meu ponto de vista como gestor digo que não. O ideal é independente do seu objetivo de negócio, começar com cpc manual (Custo por clique manual), migrar posteriormente para uma otimização desse cpc ou seja, mesmo que você limite pagar 5,00 por uma palavra chave para aparecer na parte superior da primeira página, se o Google entender que seu anúncio e o caminho para onde ele leva no seu site são relevantes, dependiendo também é claro da situação geral do seu concorrente naquele leilão você poderá pagar até 3,00 se todo o conjunto estiver fazendo sentido para o Google apontar esse anúncio para o seu possível cliente. Por isso é essencial que você trabalhe constantemente o conteúdo original do seu site, a experiência do usuário ao acessá-lo, mas isso é um assunto para uma outra hora.

 

 

Uma outra métrica que uso para embasar o meu argumento é a questão das conversões, para automatizar a estratégia de lance em uma campanha é necessário ter no mínimo em uma janela de 30 dias de 15 a 20 conversões, porque baseado na automatização da estratégia, a machine learning do Google, ou seja o aprendizado da máquina precisa de dados para entender o que precisa ser otimizado, não tem a menor possibilidade de ter zero conversões em uma campanha ou menos do que 15 conversões e simplesmente automatizá-la, a máquina não vai ter dados para otimizar.

 

Por último mas não menos importante, durante o aprendizado de máquina sua campanha sofrerá alterações de performance, algumas podem perder a performance após automatizar a estratégia, certifique-se de que seu negócio vai conseguir sobreviver por 7 dias de oscilações, considere o seguinte cenário: você automatiza a estratégia de lance, a máquina entra em aprendizagem por 7 dias, isso sem considerar nenhuma alteração na campanha durante esse período, se alterar algo relevante terá de esperar talvez muito mais, e se durante esse período o telefone não tocar? Não ter nada de novo na caixa de entrada do e-mail? Sua empresa sobrevive a isso?


Se a estratégia de lance fazer com que sua campanha morra na performance, retire a estratégia e deixe com o cpc manual (sem otimizar, apenas manual mesmo) e aguarde até que a campanha se restabeleça novamente.

Nesse artigo você aprendeu que:

1 O Google sempre vai gerar insights baseados no objetivo que você estipulou para sua campanha

2 Entender a jornada de compra de cada público é essencial

3 porque não é uma boa ideia automatizar sua campanha agora

4 O que fazer se a automatização de lances fazer minha campanha perder performance?

Share this post



Share on facebook



Share on google



Share on twitter



Share on linkedin



Share on pinterest



Share on print



Share on email


Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *